HQ sobre a vida de Billie Holiday ganha reedição brasileira

A biografia em quadrinhos da cantora foi lançada originalmente na Argentina, em 1989

Billie Holiday, uma das mais aclamadas e trágicas artistas de todos os tempos | Foto: divulgação
Billie Holiday, uma das mais aclamadas e trágicas artistas de todos os tempos | Foto: divulgação

A história de Billie Holiday foi retratada em HQ por José Muñoz (arte) e Carlos Sampayo (roteiro), e lançada, na Argentina, em 1989 – 30 anos depois de sua morte. Em fevereiro deste ano, a publicação foi relançada no mercado brasileiro, com extras, formato maior que o original e acabamento de luxo.

Pelas páginas em preto e branco da obra, publicada pela Editora Mino, o leitor vai desvendando a carreira, o talento e a importância de Lady Day. Suas composições, que traduziam suas dores, e sua interpretação visceral, que inaugurou uma nova forma de cantar, a transformaram em uma das principais vozes do jazz e a fizeram símbolo de coragem e paixão.

São destacadas, também, as injustiças sofridas pela cantora, como machismo e racismo, e as consequências de sua dependência de drogas e álcool, que a levaram à depressão, à passagens pela polícia e a uma precoce e triste morte, com apenas 44 anos, em 17 de julho de 1959.

Entre os extras de “Billie Holiday” estão um prefácio escrito por Francis Marmande (jornalista e escritor francês, crítico de jazz e contrabaixista), fotos da cantora e desenhos de Muñoz com temática jazzista.

Muñoz é referência no mundo dos quadrinhos pelo seu expressivo trabalho de sombras e contrastes do claro e do escuro. Sua premiada série “Alack Sinner”, também feita em parceria com Carlos Sampayo, foi inspiração para Frank Miller em “Sin City”.

Billie Holiday
Billie Holiday

Detalhes do livro
Billie Holiday
Capa dura: 84 páginas
Editora: Mino
Dimensões: 21 x 28,9
Preço médio: R$ 69,90
Veja na Amazon

Banner Burn Artworks

Últimas notícias

Leia também

Comentários

comentários