Vocalista diz que a banda pode continuar, caso deseje, mas este é o ponto final para ele

Phil Mogg, único integrante do UFO a participar em todos os álbuns | Foto: divulgação
Phil Mogg, único integrante do UFO a participar em todos os álbuns | Foto: divulgação

Phil Mogg confirmou que a turnê de 50º aniversário do UFO, que se iniciará no próximo ano, será sua última como vocalista da icônica banda britânica. Consequentemente, parece ser quase certo que nesse ponto eles deixarão de existir.

Formado em 1968 na cidade britânica de Londres, Phil Mogg é o único membro que se manteve presente em todos os 22 álbuns de estúdio do grupo, apesar de um dos fundadores, o baterista Andy Parker, fazer parte do atual line-up, que ainda conta com Paul Raymond (teclado e guitarra), Vinnie Moore (guitarra) e Rob De Luca (baixo).

“Essa decisão está chegando há muito tempo”, afirma Mogg. “Eu considerei sair do final das duas turnês anteriores do UFO. Não quero chamar isso de turnê de despedida, como eu odeio essa palavra, mas os shows do próximo ano representarão minhas aparições finais com a banda.”

“O ano de 2018 marca o 50º aniversário do UFO, então a hora parece certa”, continua ele. “Haverá uma turnê final pelo Reino Unido e também tocaremos alguns shows em outras cidades selecionadas com as quais a banda tem uma forte conexão. Mas fora do Reino Unido, esta não será uma turnê longa.”

O vocalista ainda pondera: “Estar na estrada nem sempre é tremendamente luxuoso e, embora o jogo seja tão bom como sempre foi, o material que o rodeia se torna muito cansativo. Eu sempre disse a mim mesmo que quando chegasse nesse estágio, me demitiria e é o que eu vou fazer. Este é o momento certo para eu sair.”

Os 70 anos de Phil Mogg

Phil Mogg fez 70 anos em abril e, embora sua voz permaneça forte, ele admite que a idade desempenhou seu papel em sua conclusão.

“Sou um grande leitor de obituários, e meu dedo sempre se resume a procurar quantos anos as pessoas tinham”, brinca Mogg. “Os últimos anos foram duros – perder Lemmy foi horrível e fiquei triste por Jimmy Bain ter falecido em um navio de cruzeiro. Isso me afligiu bastante.”

Enquanto muitas bandas veteranas em tal posição simplesmente deixam de tocar ao vivo e continuam a gravar, o UFO não vai mais lançar novas músicas. “A Conspiracy Of Stars” (2015) e a coletânea de covers “The Salentino Cuts” (2017) devem marcar o ponto final, embora Mogg insista que, por mais improvável que pareça, o cantor é um solitário fio de consistência ao longo dos 50 anos de história e que ele não teria nenhum problema com UFO continuando com um substituto.

“Eu disse tudo isso aos caras”, afirma Mogg, que não descarta um trabalho solo. “Eles sabem que é a minha hora de ir e que podem fazer o que quiserem sem mim, mas eu não quero mais tocar ao vivo ou fazer discos, apesar de ter dito que eu poderia continuar e fazer um álbum meu. Ainda tenho que ver como me sintirei sobre isso.”

Ao longo doso anos UFO se separou, se aposentou ou entrou em hiato várias vezes, mas Phil Mogg faz questão de destacar que as datas do próximo ano não marcam apenas o fim de seus compromissos de turnê com o UFO. Não haverá outros shows de qualquer tipo com ele.

“Para mim, este é o fim do meu tempo com UFO”, esclarece. “Esta é uma linha na areia. Eu estou sugerindo que nós chamemos a turnê como ‘Last Orders’ [‘Últimos pedidos’], embora eu também goste de ‘The Bar Is Closing’ [‘O bar está fechando’]. Também sou tentado a nomear ‘The Drinks Are On Parker’ [‘Os drinks são por conta de Parker’],” brinca, referindo-se ao colega de longa data, Andy Parker.

“Talvez a melhor palavra para usar seja ‘agridoce'”, conclui Mogg referindo-se à sensação da proximidade do fim. “Mas meu tempo chegou e tudo o que resta é garantir que tenhamos uma boa turnê.”

A primeira aparição ao vivo de 2019 do UFO será realizada em março, no festival Hard Rock Hell, no norte do País de Gales.

Não existe qualquer manifestação até o momento sobre a participação dos ex-integrantes Pete Way, baixista e membro fundador da banda que saiu em 2008 pela última vez, ou Michael Schenker, guitarrista que participou na maioria dos grandes clássicos do UFO e que, também entre indas e vindas, está fora desde 2003.

UFO em meados dos anos 70, época em que produziu grandes clássicos | Foto: reprodução
UFO em meados dos anos 70, época em que produziu grandes clássicos | Foto: reprodução

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

36,493FãsCurtir
3,886SeguidoresSeguir
309SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários