Paul Stanley revela que o Kiss fará a maior turnê da carreira no próximo ano

Apesar do guitarrista revelar o fato, anúncio oficial da banda e maiores detalhes ainda são aguardados

A atual formação do Kiss: Eric Singer, Gene Simmons, Tommy Thayer e Paul Stanley | Foto: Brian Lowe © KISS Catalog Ltd
A atual formação do Kiss: Eric Singer, Gene Simmons, Tommy Thayer e Paul Stanley | Foto: Brian Lowe © KISS Catalog Ltd

Paul Stanley, vocalista e guitarrista do Kiss, revelou que a banda vai embarcar em sua “maior turnê” no ano que vem.

“Uma grande turnê do Kiss, eu diria, começa no final de janeiro”, revelou Stanley durante a uma aparição ontem, sexta-feira, 27 de abril, no canal “Squawk Box”, da CNBC. “Ainda não foi anunciado, então não conte a ninguém. Notícia exclusiva.”

“Esta será a maior turnê que fizemos, o maior show que fizemos”, acrescentou o músico, sem dar mais detalhes.

O registro da marca “The End Of The Road”

Rumores sobre o que seria uma série final de shows do Kiss ganharam força há alguns meses atrás, após a notícia de que a banda estava tentando registrar a frase “The End Of The Road” [“O fim da estrada”]. Um pedido foi apresentado em 8 de fevereiro ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos, que – se for aceito – significa que a banda poderia usá-lo em conexão com “performances ao vivo de uma banda musical”.

Como a maioria dos fãs lembra, em 2000 e 2001, o Kiss realizou uma turnê de despedida que, no final das contas, acabou por se a última a apresentar o baterista Peter Criss.

Em entrevista com à australiana News Corp, Gene Simmons, vocalista e baixista do Kiss, confirmou que “não tinha nada a ver” com a tentativa do Kiss em registrar o nome “The End Of The Road”.

“Já sei dessa história e juro que literalmente nunca tinha ouvido falar disso até que alguém mencionou, não tive nada a ver com isso”, afirmou Simmons. “O Kiss Catalog [a empresa que apresentou a aplicação para registro da frase] é uma das nossas empresas, é verdade, mas nós registramos todos os tipos de coisas. Eu possuo [a frase] ‘Motion Pictures’, por exemplo.”

Mas o músico sabe que uma hora ou outra isso inevitavelmente acontecerá: “Sempre houve conversas em todas as turnês, que seria é a última vez. Deixe-me ser franco: um dia vamos parar e fazer o último show. Eu não sei quando será… Ainda estou deslumbrante na vida real”, brincou.

“A banda está em ótima forma, Tommy [Thayer, guitarra] e Eric [Singer, bateria] são fantásticos. Todo mundo finalmente parece feliz e de bem com a vida”, finalizou Simmons.

No final das contas, que estava por trás do pedido de registro da frase “The End of The Road” era Paul Stanley. Perguntado pelo jornalista Michael Cavacini sobre o registro, o músico disse: “Não é a primeira marca registrada arquivada. Achei que era um nome fantástico, e fiquei surpreso por ninguém ter usado isso antes.”

“Queria ter certeza de que, quando a usássemos, e imagino que haverá uma hora que o faremos, ela será nossa”, explicou. “Quando quisemos sair em turnê usando o nome ‘Hottest Show On Earth’ a Ringling Bros. veio até nós e disse que não poderíamos. Isso fez um sino soar na minha cabeça, pois sempre tivemos slogans ou apelidos que são sinônimos do Kiss, esse era um deles. Tudo acaba uma hora, de uma forma ou de outra. Quando for a minha vez, quero sair com estilo. Então, quando tive essa idéia, pensei que deveríamos nos certificar e já deixarmos isso amarrado.”

Stanley disse anteriormente que a tumultuada “Farewell Tour” em 2000 não foi nada mais foi que uma tentativa de “colocar o Kiss fora do sofrimento”, após anos de egos em choques e desentendimentos sobre créditos de composição entre os membros originais da banda.

Paul Stanley quer focar em ser pai

Em janeiro desse ano, Paul Stanley disse que não tinha certeza se o Kiss chegaria ao fim: “Nós construímos algo tão icônico, que acho transcender qualquer um dos membros. E eu posso me ver certamente não estando mais lá, sério.”

Na ocasião, Stanley também revelou que não queria mais passar muito tempo na estrada: “Eu tenho uma família, filhos e, sinceramente, acho que minha principal responsabilidade é ser pai. Não quero perder isso. E, certamente, à medida que envelhecemos, sabemos que a vida é finita. Eu escolho o que eu quero fazer neste momento.”

Tanto Stanley quanto Simmons são declaradamente apoiadores da ideia de que um dia o Kiss possa continuar sem eles, como se fosse uma equipe de esportes, cujos jogadores entram e saem mas a marca continua.

Banner 3ª Feira de Vinil

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

36,212FãsCurtir
4,373SeguidoresSeguir
309SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários