M.O.D.: Billy Milano está de volta!

Lenda do crossover retorna sem papas na língua

Atual formação do M.O.D., com Ben Drinkin, Felix Griffin, Billy Milano, Tim Casterline e Jason Kottwitz | Foto: divulgação - facebook.com/MethodOfDestruction
Atual formação do M.O.D., com Ben Drinkin, Felix Griffin, Billy Milano, Tim Casterline e Jason Kottwitz | Foto: divulgação - facebook.com/MethodOfDestruction

Com títulos como “You’re a Fucking Dick” (algo como “Você é um imbecil do cacete”), “Busted, Broke & American” (“Preso, Falido e Americano”) e “All Out of Bubblegum” (“Tudo por causa de bobagem”) dá para perceber que o M.O.D. – acrônimo para Method of Destruction – e seu fundador e destemido líder Billy Milano não estão escondendo suas intenções em seu novo álbum.

Na verdade, é bem claro que Milano e seus asseclas estão deixando seus pensamentos e sentimentos bem óbvios, sem censura ou edição, para todos verem em seu novo lançamento, “Busted, Broke and American” – não estão nem aí para correção política! O registro sai de dia 7 de julho pela Megaforce Records, selo original da banda para o qual ela volta após duas décadas.

Como era de se esperar, o lançamento mostra músicas rápidas e furiosas e não faz concessões em sua mistura de Hardcore, Punk Rock e Thrash. No meio disso tudo, está Billy Milano, que nunca foi conhecido por se furtar em dizer o que pensa. É um leitor voraz, um ávido cozinheiro e um republicano que faz questão de não se esconder suas preferências. Decidiu ressuscitar o M.O.D. no momento em que ele mais precisava. Nada foi programado, aconteceu por amor.

“Eu dei um tempo com o M.O.D. em 2009”, relembra Milano. “Fizemos 100 shows para divulgar o ‘Red White and Screwed’ em 2007, precisava de uma folga. Meu cachorro, Buster, teve câncer e comecei a tocar guitarra novamente enquanto ficava em casa com ele. Achei que as coisas aconteceriam rápido, mas não foi assim.”

Buster era uma parte importante da vida de Milano, chegando inclusive a fazer turnês ao lado do dono. O vocalista usou a guitarra para ajudá-lo a lidar com a dor de ver seu amigo perder a vida aos poucos. “Comecei a tocar guitarra, enquanto ficava lá sentado, olhando para ele, e lhe dando remédio. Queria correr e brincar com meu cachorro e não podia. A única forma de estar com ele era ficar ali sentado e tocar. Não queria fazer um álbum, eu só compus todo material.”

Embora Milano esteja mais velho e mais sábio hoje em dia, ele não amaciou. Admite continuar cético, mas aprendeu a lidar com isso sendo mais carinhoso e piedoso. Mesmo assim, o que ele ama fazer é música e ainda opera com o princípio de não estar aí para nada. “Não estou nem aí, mas gosto de tocar e fazer álbuns. É como cozinhar, uma extensão de mim mesmo.”

Não custa lembrar que Billy Milano foi frontman do também lendário S.O.D. (Strormtroopers Of Death) ao lado do baixista Danny Lilker (Nuclear Assault), do baterista Charlie Benante (Anthrax) e do guitarrista Scott Ian (Anthrax).

Confira o tracklist de “Busted, Broke & American”:

M.O.D. - "Busted, Broke & American"
M.O.D. - "Busted, Broke & American"

1. “Eisenhower Was Right”
2. “The Final Declaration”
3. “You’re a Fucking Dick”
4. “Busted, Broke & American”
5. “Fight”
6. “Hooligan”
7. “Billy Be Damned”
8. “Shattered Dreams & Broken Glass”
9. “They”
10. “All Out Of Bubblegum”
11. “Go Go Revolution”
12. “Kennedy Speaks”

Banner Burn Artworks

Últimas notícias

Banner Burn Artworks

Leia também

Comentários

comentários