Judas Priest: K.K. Downing revela estar surpreso e chateado por não ter sido convidado para retornar

Lendário guitarrista lamenta a decisão e espera que não seja por razões financeiras

K.K. Downing | Foto: divulgação
K.K. Downing | Foto: divulgação

K.K. Downing, ex-guitarrista do Judas Priest, diz ter ficado “chocado e atordoado” pela banda não ter se aproximado a ele e consultado se gostaria de retornar, após a decisão de Glenn Tipton em se afastar das turnês.

Tipton, que agora tem 70 anos e esteve presente em todos os álbuns da banda desde o debut “Rocka Rolla” (1974), não saiu propriamente, mas simplesmente não pode lidar com as performances ao vivo por estar lutando com a Doença de Parkinson. O Judas Priest recrutou, então, o guitarrista e produtor Andy Sneap para o posto.

Tópicos relacionados:
– Andy Sneap sairá em turnê com o Judas Priest
– Rob Halford comenta sobre o estado de saúde de Glenn Tipton

Em um comunicado publicado na manhã de hoje, 27 de fevereiro, K.K. Downing disse que agora sabe “mais claramente do que nunca” que fez a coisa certa em deixar a banda, pois acredita que suas contribuições para o legado do Judas Priest não são tratadas como deveriam ser pelos demais membros.

“A notícia de que Glenn finalmente foi forçado a aceitar sua condição infeliz que carrega há muito tempo me deixou muito comovido e triste”, lamentou Downing. “Igualmente, esse final de nossa era como dupla de guitarras também é algo que eu tenho que aceitar como inevitável. O insaciável apetite que Glenn e eu tivemos em criar uma música inspirada e única para o mundo, para ser desfrutada durante muitas décadas, é algo que nunca pode ser apagado. No entanto, todos os que testemunharam a evolução da nossa amada música devem chegar a um acordo com a fato de que as coisas mudarão inevitavelmente, ou simplesmente acabarão.”

O guitarrista também comentou sobre a solução que veio a partir da decisão de Glenn: “Eu tenho que declarar, também com grande, que estou chocado e atordoado por não ter sido abordado para retomar o meu papel original como guitarrista do Judas Priest. Independente se eu poderia voltar ou não, o potencial para esta situação nunca passou pela minha cabeça quando eu saí, embora eu ainda seja oficial e legalmente membro do Judas Priest. No entanto, agora sei, mais claramente do que nunca, que eu fiz a coisa certa ao deixar a banda, pois aparentemente o meu tempo gasto e meu valor em termos de criação do enorme legado foi e não é apreciado por mais de um membro. Espero sinceramente, pelo amor dos fãs, que a decisão de não me aproximar não tenha sido financeira.”

“Conheço Andy Sneap e ele é um dos maiores contribuintes para o rock e o metal que você terá o privilégio de conhecer”, ponderou Downning. “Para esse fim, não tenho dúvidas de que sua contribuição para o novo álbum do Judas Priest foi muito mais do que apenas como produtor. Tudo o que resta é para vocês, os fãs, sairem e desfrutarem da banda como está, para completar uma parte da história da música em que cada um de vocês desempenhou um papel tão importante.”

Downing anunciou sua aposentadoria do Judas Priest em abril de 2011. Ele foi substituído por Richie Faulkner.

Durante uma entrevista em 2015 para a Guitar International, Downing explicou que sua saída da banda aconteceu por não estar mais contente como as coisas estavam. “Eu não estava feliz com a performance ao vivo da banda. Achei que poderia ter sido melhor, mas nada que os fãs notassem. Mesmo que você envelheça, ainda precisa ser capaz de entregar entregar algo à altura. As pessoas percorreram um longo caminho e pagaram muito dinheiro para nos verem, então você precisa ter certeza que ainda consegue dar 110%”, explicou, na época.

E por falar em K.K. Downing, a Da Capo Press anunciou no mês passado que em 18 de setembro lançará “Heavy Duty: Days And Nights In Judas Priest”, as memórias do guitarrista. O livro foi co-escrito pelo autor e jornalista escocês Mark Eglinton.

O novo álbum do Judas Priest, “Firepower”, será lançado no dia 9 de março pela Epic. A banda entrará em turnê pelos EUA no dia 13 de março em Wilkes Barre, Pensilvânia, e rodará o país até 1º de maio, com show em San Antonio, Texas.

Banner DreamHost

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

33,630FãsCurtir
9,268SeguidoresSeguir
440SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários