Músico, que teve a vida salva por paramédicos, afirma que se recupera e promete retornar

Venom Inc.: Mantas, Demolition Man e Abaddon | Foto: Stephanie Cabral
Venom Inc.: Mantas, Demolition Man e Abaddon | Foto: Stephanie Cabral

Jeff “Mantas” Dunn, guitarrista da formação original do Venom e atualmente integrante do Venom Inc., passou por uma bem-sucedida cirurgia de coração no início do mês.

Em um comunicado postado na página do Facebook do Venom Inc., o músico, que atualmente mora em Portugal, revelou que sentiu uma dor “insuportável” em 30 de abril enquanto fazia uma visita a uma farmácia local para comprar um novo inalador para sua esposa.

“Um dia como outro qualquer, o sol estava brilhando e Anita e eu saímos de casa nos dirigindo para uma vila próxima”, escreveu Mantas. “Anita precisava de um novo inalador, então fomos a uma farmácia. Foi quando tudo mudou. Começei a experimentar o que só podia descrever como indigestão, mas depois a dor piorou. Decidi voltar para o carro e esperar, mas nesse ponto a dor já era insuportável. O pessoal da farmácia me ajudou a sair do carro e me levar de volta para dentro, uma ambulância foi chamada e fui levado para ser monitorado e avaliado. A dor não diminuía e, assim, os paramédicos pediram um médico. Ele chegou com uma enfermeira e fui imediatamente ligado a um eletrocardiograma e recebi a notícia de que aparentemente duas válvulas no meu coração estavam bloqueadas.”

“O que aconteceu a seguir classifica-se facilmente como a experiência mais aterrorizante da minha vida”, relembra o músico. “Lembro-me de chamar o nome de Anita e ouvir minha própria voz dizendo: ‘Lute, não ouse desistir! Lute!’ E, então, nada.”

“Disseram-me que os paramédicos e o médico lutaram por mais de cinco minutos para me trazer de volta”, continua. “Essencialmente, eu tinha morrido na ambulância. Quando me estabilizei o suficiente para ser transferido, fui para a unidade coronária de Leiria, onde tentaram introduzir um stent para desbloquear as artérias. No entanto, isso não foi bem-sucedido e, portanto, o próximo passo seria uma ponte aorto-coronária dupla.”

Mantas é operado

Depois de alguns dias de observação e de todos os tipos de medicação para manter tudo em equilíbrio, Mantas foi para a unidade cardiotorácica de Abrantes e aguardou transferência para Lisboa para a realização da ponte aorto-coronária dupla. Tudo correu bem e o músico se recupera.

“Agora estou em casa descansando e me recuperando, caminhando e construindo lentamente minhas forças”, relata. “A partir de agora, passar pela segurança do aeroporto será interessante, pois o meu peito é preso com aço cirúrgico. Aconteceram coisas durante as últimas semanas, as quais achei muito difíceis de adaptar, mas está melhorando.”

“Eu simplesmente não sei onde ou como começar a agradecer a cada médico, enfermeiro ou profissional de saúde que tenha desempenhado algum papel, não importa quão pequeno seja, para me ajudar a me recuperar. Ainda há um caminho a percorrer, mas eu permaneço positivo. Meus agradecimentos e amor duradouro vão para Anita, que esteve comigo a cada passo do caminho. Meu irmão Tony Dolan, que ao ouvir a notícia, pegou o primeiro vôo disponível para estar ao meu lado. Meus vizinhos e amigos em nossa maravilhosa vila que, apesar das barreiras da linguagem, demonstraram muita preocupação e compaixão. Espero ver você em um palco em algum lugar do mundo em breve, meus amigos”, conclui Mantas.

O Venom Inc. é composto por Dunn e Anthony “Abaddon” Bray (bateria), outro integrante original do Venom, e Tony “Demolition Man” Dolan (vocal e baixo), que também integrou a lendária banda de black metal, entre os anos de 1989 e 1992.

O álbum de estréia do Venom Inc., batizado como “Avé”, foi lançado em agosto do ano passado pela Nuclear Blast.

Venom em sua formação clássica: Abaddon, Cronos e Mantas | Foto: reprodução
Venom em sua formação clássica: Abaddon, Cronos e Mantas | Foto: reprodução

Venom e Venom Inc.

O Venom Inc. não deve ser confundido com a versão do Venom, liderada por Conrad “Cronos” Lant (vocal e baixo), que continua a fazer turnês e lançar álbuns. Ao lado de Cronos, estão Rage (também conhecido como Stuart Dixon) na guitarra e Danté (também conhecido como Danny Needham) na bateria.

A formação clássica de Venom, com Cronos, Mantas e Abaddon, é frequentemente creditada por muitos como uma das forças motrizes do black metal, principalmente pelo álbum “Black Metal” (1982), influente nos primórdios da cena norueguesa do estilo. Já outros preferem apontar o Venom como um dos primeiros exemplos de metal extremo.

Banner Burn Artworks

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

34,703FãsCurtir
9,886SeguidoresSeguir
462SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários