O material será lançado pela Napalm Records

Alissa White-Gluz e os colegas do Arch Enemy | Foto Katja Kuhl
Alissa White-Gluz e os colegas do Arch Enemy | Foto Katja Kuhl

Alissa White-Gluz, vocalista do Arch Enemy e ex-The Agonist, afirmou que continua a compor e gravar material para seu álbum solo.

Em setembro setembro de 2016, Alissa assinou um contrato com a Napalm Records para o lançamento de seu primeiro disco solo, que contará com a participação de membros do Arch Enemy e Kamelot, além do guitarrista Doyle Wolfgang Von Frankenstein, do Misfits.

No final de semana passado, durante o Download Festival, em Melbourne, Austrália, Alissa White-Gluz foi entrevistada pelo Music Feeds e comentou sobre a sua carreira solo. “Eu nunca tive a intenção de ser uma artista solo. Gosto da minha banda, mas, como muitos de vocês sabem, Sharlee [D’Angelo, baixo] e Mike [Amott, guitarra] têm o Spiritual Beggars, Jeff [Loomis, guitarra] compõe música para carreira solo e Daniel [Erlandsson, bateria] também tem outros projetos, então todos nós temos coisas paralelas. Isso é meio que um projeto paralelo para mim, quando o Arch Enemy, inevitavelmente, faz alguma pausa. Sempre gostamos de manter nossos cérebros funcionando e acho que é saudável explorar o outro lado, não focando apenas na banda”, explicou a vocalista.

E entrou em maiores detalhes sobre o material: “É algo que estou fazendo, basicamente, sempre que tenho tempo. Neste momento estou em processo de composição, com a colaboração de vários amigos de outras bandas. Vou gravar e lançá-lo na Napalm Records, estou ansiosa para que saia logo.”

No ano passado, Alissa White-Gluz disse que a ideia para um álbum solo partiu de Angela Gossow, quem a vocalista substituiu no Arch Enemy em 2014 e que, há mais de uma década cuida da carreira da banda. Com isso, também passou a supervisionar assuntos pessoais de Alissa.

O aguardado álbum solo da canadense será batizado como “Alissa” e, segundo a vocalista, foi escolhido para “simplificar as coisas” e “deixar quem é e o que é”. E para o projeto, ela investiu tempo e dinheiro na construção de um estúdio e no aprendizado de engenharia de som, programação de bateria e aperfeiçoamento em tocar guitarra. “É claro que, no álbum em si, teremos músicos de verdade tocando todas essas coisas, mas em termos de criação do estilo e as composições, é algo que preciso começar sozinha”, explicou Alissa.

Sobre a sonoridade do material, ela explicou que não será o mesmo estilo do Arch Enemy. “É bem diferente, mas eu acho muito legal. Por exemplo, uma música que estou escrevendo com Oliver [Palotai, teclado] do Kamelot, não soa como Kamelot ou Arch Enenmy, mas são integrantes de ambos”, concluiu.

Confira, abaixo, a entrevista de Alissa White-Gluz ao Music Feeds:

Sioux 66 banner

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

33,630FãsCurtir
9,268SeguidoresSeguir
440SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários