Livro “Beatles 1966 – O Ano Revolucionário” chega ao Brasil

Publicação mostra como o ano de 1966 foi importante para os “The Fab Four” e narra momentos especiais e pouco conhecidos dessa época para a banda

"Beatles 1966 - O Ano Revolucionário", lançamento da Editora Benvirá
"Beatles 1966 - O Ano Revolucionário", lançamento da Editora Benvirá

O livro “Beatles 1966 – O Ano Revolucionário”, escrito pelo jornalista Steve Turner e criado a partir de entrevistas e conversas tanto com os próprios integrantes da lendária banda quanto com muitos que conviveram com eles, como o produtor George Martin e o psicólogo Timothy Leary, foi lançado no Brasil pela Editora Benvirá.

John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr começaram a carreira como pop stars de sucesso arrebatador, conquistando uma legião de fãs adolescentes e histéricos por onde passavam e gravando apenas canções sobre amor e garotas. Mas, quando encerraram atividades, em 1970, eram reconhecidos como artistas revolucionários, de vanguarda, responsáveis por impulsionar uma nova era na música mundial.

O ano que marcou o início dessa mudança na carreira do grupo foi justamente 1966. Foi nesse ano que fizeram sua última turnê e decidiram explorar novos formatos de som, lançando “Revolver”, o primeiro álbum dos Beatles concebido para ser escutado em casa e não executado ao vivo.

Também foi em 1966 que John conheceu Yoko Ono, George aprendeu a tocar cítara com Ravi Shankar, Paul concebeu a ideia do seminal álbum “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” e John deu a polêmica declaração de que o grupo era mais conhecido que Jesus, levando fãs a promover uma queima de discos em público.

Interessado em compreender melhor por que 1966 foi tão transformador na vida dos rapazes de Liverpool, o jornalista e especialista em Beatles Steve Turner decidiu escrever uma obra que reconstituísse os passos do grupo nesse ano.

“Beatles 1966 – O Ano Revolucionário” narra momentos especiais e pouco conhecidos dessa época – como a angústia de John Lennon por sua declaração sobre Jesus ter sido mal compreendida –, o que faz desta obra um presente irresistível para fãs de Beatles de todas as idades.

Steve Turner, autor de “Beatles 1966 – O Ano Revolucionário”

Steve Turner é jornalista musical e escritor. Entre seus livros estão “The Beatles: todas as músicas, todas as letras, todas as histórias”; “Trouble Man: The Life and Death of Marvin Gaye”; e a biografia autorizada de Johnny Cash, “The Man Called Cash: The Life, Love and Faith of an American Legend”. Ele também trabalhou com Linda McCartney na criação do livro “Sixties: Portrait of an Era” e já publicou obras de poesia e infantojuvenis. O autor mora em Londres.

“Beatles 1966 – O Ano Revolucionário”, que tem preço sugerido de R$ 59,90, possui 424 páginas.

Banner DreamHost

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

35,214FãsCurtir
10,172SeguidoresSeguir
461SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários