Giorgio no Brasil: um evento com qualidade de outro planeta

History Channel Brasil organiza “Giorgio no Brasil”, espetáculo de sucesso com a grande estrela de “Alienígenas do Passado”

Giorgio no Brasil | Imagem: divulgação - History

O History Channel Brasil organizou no último sábado (26) o evento “Giorgio no Brasil”, reunindo uma quantidade enorme de pessoas no belo Villagio JK, localizado na Vila Olímpia em São Paulo (SP), para conhecerem mais sobre Giorgio Tsoukalos, o grande nome de “Alienígenas do Passado”.

A popularidade da série no Brasil e no mundo a tornaram uma das principais atrações do canal de TV paga e todos imaginavam que esta primeira vinda do apresentador no nosso país seria um sucesso, mas a proporção que a coisa tomou superou todas expectativas. E se existia alguma dúvida, o fato de os ingressos terem se esgotado em apenas duas horas e a quantidade de pessoas que lotaram o belíssimo locam trataram de acabar com ela na mesma velocidade de uma nave espacial.

Era incrível a quantidade de fãs! E o mais legal de tudo é que quem estava ali era fã MESMO. Ninguém estava lá só por curiosidade.

Painel de "Giorgio no Brasil" | Foto: Carlo Antico

O evento “Giorgio no Brasil”
A estrutura era de primeira qualidade, com dois food trucks, serviço de bar, cadeiras para todos os presentes e aparelhos de tradução simultânea individuais. Logo na entrada, colocaram um painel muito legal com o logo de “Giorgio no Brasil” e um boneco de alienígena para todos tirarem fotos. Havia também pessoas fantasiadas de corpo inteiro como extraterrestres (ótimas fantasias, aliás) circulando.

Assim que se entrava no salão, você ganhava uma tatuagem removível de disco voador e uma pequena tira de papel para que fizesse uma pergunta que iria para um pote e poderia ser sorteada para Giorgio responder. Antes do bate-papo, porém, muitos quizzes com perguntas sobre a série e extraterrestres em geral, valendo sempre uma camiseta do evento para quem acertasse.

A primeira atração foi o concurso de cosplayers, que tinha como prêmio uma foto com Giorgio para os três primeiros lugares. Candidataram-se Hermione (de “Harry Potter”), “Q” (“Star Trek”), uma reptiliana, uma “sobrevivente” da Área 51 e dois fantasiados de… Giorgio Tsoukalos! No meio do concurso, o History mandou avisar que todos do concurso poderiam tirar uma foto com a grande estrela da noite e não apenas os ganhadores.

Episódio da nova temporada e conversa com o apresentador e convidados
Aproximadamente às 17h, as luzes se apagaram e três telões (o maior no centro e os dois da lateral) começaram a exibir o episódio 119, que dá início a nova temporada de “Alienígenas do Passado”, cuja estreia no Brasil ocorre nessa quarta-feira (30). Ele passou legendado e é muito interessante, falando sobre os arquitetos alienígenas que teriam ajudado na construção de várias estruturas pela Terra inteira. O episódio durou aproximadamente quarenta minutos e, em seguida, chegou o grande momento de “Giorgio no Brasil”: mais umas vezes as luzes se apagaram e Tsoukalos entrou no palco ao som de “Heart of Lothian”, do álbum “Misplaced Childhood”, lançado em 1985 pela banda progressiva inglesa, Marillion, a sua predileta.

Assim que se sentou, os outros panelistas foram chamados: Ademar José Gevaerd (jornalista, editor da revista UFO no Brasil), que seria o mediador, o canadense Brien Foerster que hoje reside na Bolívia (pesquisador graduado em ciências e constante colaborador de “Alienígenas do Passado”), André de Pierre (historiador especializado em Pré-história e História Antiga), Toni Inajar Kurowski (especialista em exames de fotos e filmes de discos voadores) e Thiago Ticchetti (ufólogo, conferencista, autor de 5 livros sobre UFOs e co-editor da revista UFO). A conversa foi muito bem conduzida e Tsoukalos se mostrou um cara simpático, culto e muito, muito seguro sobre o que está falando.

Não há a menor possibilidade de se ouvir o cara falar e pelo menos não prestar muita atenção. Ele passa suas informações naturalmente, sem precisar forçar ou chamar a atenção de alguma forma. Ele prende os espectadores através do conhecimento.

Giorgio Tsoukalos e Ademar José Gevaerd em "Giorgio no Brasil" | Foto: reprodução - History Channel Brasil
Giorgio Tsoukalos e Ademar José Gevaerd em "Giorgio no Brasil" | Foto: reprodução - History Channel Brasil

Alguns dos momentos mais interessantes, com falas de Giorgio:

  • Sobre as pirâmides do Egito: “O bom de falar ao vivo é que se evita os memes da internet. Não foram alienígenas que construíram as pirâmides. Eles transmitiram o conhecimento para que elas fossem construídas”;
  • Sobre a alegação de que se as construções inexplicáveis tiveram ajuda alienígena, isso diminuiria a engenhosidade humana: “Claro que não. Eles foram professores dos humanos, passaram o conhecimento. Nossos ancestrais tinham tecnologia primitiva, não pouca inteligência”;
  • Sobre a alegação de que vida em algum lugar além da terra é um insulto a Deus: “Não é um insulto muito maior achar que alguém com o poder divino só faria um lugar com vida?”
  • Em resposta a porque nunca mais houve um contato mais direto de alienígenas com a terra: “Eles sabem que não estamos preparados. Quando vieram antes, eram vistos como deuses, agora, as pessoas iam entrar um pânico”.

Giorgio premiado
No final, Giorgio recebeu uma placa comemorativa sobre sua passagem pelo Brasil. Depois, imprensa e convidados foram levados a um bonito terraço, no qual todos puderam encontrar o apresentador e receber uma cópia do lindo livro “Alienígenas do Passado”, o guia da série, com uma foto de Giorgio Tsoukalos autografada dentro. Deve se ressaltar que mesmo visivelmente cansado, ele atendeu a todos com extrema simpatia e bom humor.

Para terminar, faço questão de deixar uma impressão mais pessoal sobre tudo: eu sempre fui a pessoa mais cética do mundo com relação a vários assuntos, inclusive sobre vida extraterrestre. Porém, após ver uma cara desse nível, falando, argumentando e mostrando evidências, minha opinião começou a mudar. E o próprio Giorgio Tsoukalos disse, em entrevista ao ROCKARAMA, que isso é o maior elogio que ele pode receber. Pois bem, Sr. Tsoukalos, sinta-se muito elogiado.

– Leia a entrevista: Giorgio Tsoukalos, a alma de “Alienígenas do Passado”

Mais um cético convertido? | Foto: arquivo pessoal
Mais um cético convertido? | Foto: arquivo pessoal

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

36,795FãsCurtir
377SeguidoresSeguir
214SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários