Biografia de Bon Scott já está disponível no Brasil

Em formato de biografia, livro do jornalista Jesse Fink conta novos fatos sobre a suspeita morte do primeiro e lendário vocalista do AC/DC

"Bon: a Última Highway - A História Secreta de Bon Scott e do Back in Black, do AC/DC", a biografia de Bon Scott escrita por Jesse Fink já está disponível no Brasil | Imagem: divulgação
"Bon: a Última Highway - A História Secreta de Bon Scott e do Back in Black, do AC/DC", a biografia de Bon Scott escrita por Jesse Fink já está disponível no Brasil | Imagem: divulgação

Bon: a Última Highway – A História Secreta de Bon Scott e do Back in Black, do AC/DC“, biografia de Bon Scott, lendário vocalista do AC/DC falecido em 1980, já está disponível no mercado brasileiro pela editora Benvirá. Lançada em novembro no exterior, sob o título “Bon – The Last Highway: The Untold Story Of Bon Scott And AC/DC’s Back In Black“, ela foi escrita por Jesse Fink, também autor do livro “The Youngs: The Brothers Who Built AC/DC” (lançado no Brasil como “Os Youngs: Os irmãos que criaram o AC/DC“), de 2015. A tradução para o portugês ficou a cargo de Marcelo Hauck.

A morte de Bon Scott é uma espécie de “código Da Vinci do rock”, pois a cada ano cresce a lenda do homem que se tornou conhecido no mundo como “Bon” e como se tornou um ícone do rock, juntamente com o AC/DC, também após a morte. Mas o quanto disso é verdade? Essa é a premissa básica de “Bon: a Última Highway”, através de uma amizade especial e inusitada entre um rockstar australiano e um arruaceiro bêbado do Texas. Este último, o autor Jesse Fink, revela sua importância na história de Bon pela primeira vez.

Não deixando pedra sobre pedra em uma viagem que começa em Austin, 1977, e termina em Londres, em 1980, Fink leva o leitor de volta ao final dos anos 70, uma era lendária para a música que viu a implacável máquina AC/DC atingir seu sucesso comercial, mesma época em que ameaçou ver tudo desmoronar.

Bon Scott (centro) antes da aparição do AC/DC no Bill Graham's Day em Green, Oakland, Califórnia, em julho de 1978 | Foto: reprodução de "Bon: a Última Highway"
Bon Scott (centro) antes da aparição do AC/DC no Bill Graham's Day em Green, Oakland, Califórnia, em julho de 1978 | Foto: reprodução de "Bon: a Última Highway"

Com acesso sem precedentes aos amantes de Bon, munido por documentos recentemente descobertos e um tesouro de fotos nunca antes vistas, Fink divulga novas informações surpreendentes sobre as últimas horas de Bon para resolver o mistério de como ele morreu.

Na madrugada de 19 de fevereiro de 1980, Bon deixou o The Music Machine, em Camden, Londres, com um homem chamado Alistair Kinnear, perdeu a consciência e foi deixado dormir no Renault 5 de Alistair, estacionado no apartamento do colega em East Dulwich. Naquela noite, o corpo sem vida de Bon foi encontrado, ainda no carro. Ele foi declarado morto na chegada ao King’s College Hospital.

Menos de dois meses depois, muito longe, no Caribe, sob a produção de Robert John “Mutt” Lange, começou a gravação de “Back In Black”, que se tornou um tributo da AC/DC ao seu companheiro falecido. Em todo o mundo, ele se tornaria o álbum de rock mais vendido de todos os tempos.

O período 1977-80 forjou a lenda do AC/DC, uma das bandas mais dedicadas e trabalhadoras do mundo da música. Segundo Fink, ele tem respostas para as questões recorrentes que os fãs de rock perguntam desde 1980 e revela segredos que mudarão a história da música.

O lançamento da biografia de Bon Scott, “Bon: a Última Highway – A História Secreta de Bon Scott e do Back in Black, do AC/DC”, já está disponível para compra no Amazon Brasil por este link.

Bon Scott, uma verdadeira lenda do rock | Foto: Ton Linsen
Bon Scott, uma verdadeira lenda do rock | Foto: Ton Linsen
Sioux 66 banner

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

35,002FãsCurtir
10,037SeguidoresSeguir
460SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários