Alexandre Callari, cinéfilo compulsivo, assiste praticamente a um filme por dia e, de vez em quando, resolve compartilhar a experiência na seção Assistidos e Reassistidos.

Crítica | Sauna (2008) | Rockarama

Sauna
Sauna – Wash Your Sins
Ano: 2008
Diretor: Antti-Jussi Annila
Com: Ville Virtanen, Tommi Eronen

Classificação:

Quando este filme finlandês começou, achei que seria fora da curva. Ambientação tensa e visceral, atuações incríveis, diálogos que indicavam uma possível explosão de fúria a qualquer instante…

Os personagens, egressos de uma guerra de 25 anos entre a Rússia e a Suécia, buscam após o cessar-fogo definir as terras que pertencerão a cada país e se aventuram numa jornada para demarcá-la. Contudo, atormentados por anos de conflitos, odeiam-se mutuamente, repletos de ressentimentos e contas a acertar. É quando chegam a um pântano bizarro, habitado por 73 pessoas, cujo marco central é uma antiga sauna, cosntruída em tempos imemoriais.

Quando todos começam a ser atormentados pelos horrores que fizeram durante a guerra e os contornos sobrenaturais do longa fcaim mais claros, o espectador acha que o filme vai pegar fogo… Mas aí, ele vira uma brasinha.

Sim, infelizmente, toda a tensão acumulada não eclode de fato, deixando Sauna como um bom suspense psicológico, com meros toques fantásticos, mas sem a catarse emocional que o transformaria num filme excepcional. Ainda assim considero uma opção diferenciada e que pode agradar quem busca um entretenimento que foge à mesmice.

Banner DreamHost

Últimas notícias

SIGA O ROCKARAMA

35,873FãsCurtir
5,043SeguidoresSeguir
451SeguidoresSeguir

Leia também

Comentários

comentários